MAXFIBER ALCANÇA RESULTADOS CONVINCENTES NO BRASIL

 

A Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil examinou a questão se o uso de MAXFIBER na dieta de vacas melhora a utilização de nutrientes e o desempenho.

 

A suplementação de enzimas fibrolíticas exógenas nas dietas de ruminantes tem sido uma opção para estimular a utilização de nutrientes e consequentemente melhorar o desempenho produtivo. O objetivo deste estudo foi avaliar a suplementação de um produto da fermentação de fungos secos o qual expressa atividade enzimática fibrolítica. Os benefícios potenciais de MAXFIBER incluem digestibilidade de nutrientes, comportamento alimentar, desempenho produtivo e perfil metabólico de vacas leiteiras de alta produção.

Para o estudo, 36 vacas Holandesas multiparas foram usadas, em delineamento de blocos aleatórios, divididos em 2 grupos: Grupo suplementado com 10g/d de MAXFIBER (GS; n=18), com cobertura sobre a dieta total misturada (TMR), e Grupo controle (GC; n=18) sem suplementação, durante um período experimental de 23 dias. A produção de leite foi avaliada diariamente e amostras de leite foram coletadas em diversos dias, bem como amostras de sangue, para avaliar a composição e qualidade do leite e os metabolitos sanguíneos, respectivamente. Consumo de alimento e comportamento alimentar foram avaliados diariamente com o uso de alimentadores eletrônicos. Vacas que receberam dieta com suplementação de MAXFIBER mostraram maiores produções de leite (p=0,05). Na avaliação de comportamento alimentar, houve uma maior frequência de acesso aos alimentadores e um aumento na frequência de refeições diárias (0,001) pelos animais do grupo MAXFIBER. Concentrações sanguíneas tenderam a um incremente na glicose circulante (p=0,09). O tratamento não teve efeito significativo na ingestão de MS mas uma tendência positiva para aumentar a digestibilidade (+1,74%) foi determinada.

Em conclusão, estes resultados mostram que a suplementação com MAXFIBER na dieta de vacas leiteiras multíparas aumentou a produção de leite adicionalmente a modificação no comportamento alimentar, elevando a frequência de refeições e aumentando os níveis de glicose sanguínea.

4.1.1 MAXFIBER Abbildung eng